sexta-feira, 5 de novembro de 2010

HOJE , AGORA

Escrever não é tão fácil quando estamos com a cabeça cheia de pensamentos dilacerados, distorcidos .
Mas ai vai o que penso hoje, sim hoje , amanhã pode ser que eu pense outra e por ai vai até firmar o meu olhar em algo que vlha a pena dizer , foi assim que gerei o que falei e penso.


As musicas que ouço não trazem minha vontade , mas leval meus pensamentos além do que desejo, vai loge além do corpo, a verdade é que nada mais está onde planejei, até meus pés já caminham em outra direção, caminham tão calmos que gosto da nova estrada que escolhi trlhar. Enquanto trilho essa estrada que ainda não tenho certeza onde vai dar, levo tudo na calama e penso assim, em letras e palavras ao vento como um olhar ao longe pensamento ao vento.
A cena de hoje é a seguinte; Eu olhado calmamente o lago , o balanço da água , indo e vindo , o por do sol ao fundo e pensamentos aléns do momento.